Jovens debatem sobre manifestos populares

24/11/2011 17:09

Professor inova aulas de Geografia abordando mobilizações, marchas, protestos e interesses da sociedade civil, aguçando o senso crítico dos alunos-cidadãos 

Publicado em 23 de Novembro de 2011, às 00h00min | Autor: Talita Moretto, da redação

Fonte: http://jmnews.com.br/noticias/vamos20ler/21,15157,23,11,jovens-debatem-sobre-manifestos-populares.shtml

 

A coluna Debates publicada em 24 de agosto no Espaço Público do Jornal da Manhã, chamou a atenção das turmas do 9º Ano A e B da Escola Estadual Pio XII, em Irati, devido ao texto de um professor de História, José Alexandre Silva, com o título: “Até onde caminha a humanidade?”, abordando manifestações públicas, entre elas, a marcha da maconha, um assunto polêmico e freqüente na mídia. A partir disso, o professor de Geografia das turmas, Ivo Felchak, resolveu levar o tema para suas aulas e discutir as marchas como forma de manifestações políticas, culturais e sociais. O foco do trabalho foi mostrar aos jovens as mudanças comportamentais resultantes das manifestações organizadas pela sociedade civil.

Ivo conduziu um debate entre os alunos abordando a legitimidade das marchas como reivindicação, onde foram lembrados vários protestos, entre eles: a primavera árabe, os protestos contra o projeto do primeiro emprego na França, contra a reforma do código florestal, entre outros. “Durante o diálogo, eles perceberam que os protestos têm um grande poder de sensibilização para os problemas, pois a mídia acaba favorecendo o debate de assuntos que estão em evidência”, comenta.

O educador pediu que os estudantes levantassem questões para as quais vissem necessidade e possibilidade de organizar uma marcha. O problema que obteve a maioria dos votos da turma foi a corrupção no Brasil. Para o professor, isso comprova que os jovens estão realmente atentos aos fatos que ocorrem pelo mundo e à sua expressão de civilidade.

A turma passou então a organizar esta manifestação, com data, local e infraestrutura necessária, incluindo licença da prefeitura e órgãos competentes, momento em que puderam perceber que organizar uma manifestação envolve planejamento, muito trabalho e, principalmente, responsabilidade.

“O objetivo do trabalho foi mostrar a importância das manifestações populares, tornando nossos alunos cidadãos mais críticos, demonstrando que unidos é possível mobilizar a sociedade, ou parte dela, para os problemas que assolam nosso país e o mundo. A sociedade organizada pode derrubar governos, salvar a natureza, trazer apoio a causas sociais e muito mais”, acredita o professor Ivo.